Quaresma Eterna

 

Deveríamos ter em mente a necessidade de se viver uma eterna quaresma. Não se consegue uma libertação desde mundo sem que passemos por uma grande batalha. É a eterna luta entre a carne e o espírito, entre o homem novo e o homem velho. Nunca, como agora, se faz necessário exercitarmos e vivermos o “orai e vigiai”. Somos fracos, caímos demais.  Mas jamais nos darmos por entregues. “Eu venci o mundo; perseguiram a mim perseguirão também a vós; vossa luta não é contra a carne, mas contra as potestades, contra os espíritos do mal”. Para tanto devemos jejuar (o corpo, a alma, a boca) e estar em unidade com os ensinamentos do Mestre. Mesmo que isso nos custe a própria vida.

Evangelho

11/12: Sexta-feira

“O menor no Reino dos Céus”  Mt 11,11-15

mar e o céu

“Naquele tempo, disse Jesus à multidão: “Em verdade eu vos digo, de todos os homens que já nasceram, nenhum é maior do que João Batista. No entanto, o menor no Reino dos Céus é maior do que ele. Desde os dias de João Batista até agora, o Reino dos Céus sofre violência, e são os violentos que o conquistam. Com efeito, todos os Profetas e a Lei profetizaram até João. E se quereis aceitar, ele é o Elias que há de vir.Quem tem ouvidos, ouça”.

……………………………………………………………………………………………

09/12: Quarta-feira

“Vinde a mim todos vós que estais cansados” – Mt 11,28-30

jesus humilde

Vinde a mim, todos vós que estais cansados e carregados de fardos, e eu vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e sede discípulos meus, porque sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para vós. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.

 

einstein-1Muito diferente do que as pessoas possam pensar, Einstein foi um baita humanista e filósofo. Este cientista foi muito além das fronteiras do raciocínio lógico, matemático e físico. Deixou um substancial legado concernente ao homem, à humanidade.

Segundo Einstein, devemos nos apegar e colocar nosso porto seguro não nas pessoas ou nas coisas, mas sim naquilo que não passa, naquilo que nos forma como seres humanos e filhos de um Pai. Coisas que a juventude de hoje pouco importa, infelizmente…

Evangelho

08/12: Terça-feira

“Eis aqui a serva do Senhor!” – Lc 1,26-38

anunciacao anjoQuando Isabel estava no sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma virgem prometida em casamento a um homem de nome José, da casa de Davi. A virgem se chamava Maria. O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegra-te, cheia de graça! O Senhor está contigo! Ela perturbou-se com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. O anjo, então, disse: “Não tenhas medo, Maria! Encontraste graça junto a Deus. Conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. Ele será grande; será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai. Ele reinará para sempre sobre a descendência de Jacó, e o seu reino não terá fim. Maria, então, perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso, se eu não conheço homem?” O anjo respondeu: “O Espírito Santo descerá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. Por isso, aquele que vai nascer será chamado santo, Filho de Deus”. Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na sua velhice. Este já é o sexto mês daquela que era chamada estéril, pois para Deus nada é impossível”. Maria disse: “Eis aqui a serva do Senhor! Faça-se em mim segundo a tua palavra”. E o anjo retirou-se.

  • PARA REFLETIR: Não há a necessidade do anjo do Senhor nos anunciar. Pela nossa fé, digamos: seja feita, em nossas vidas, segundo a Vossa vontade.

……………………………………………………………………………………………………..

07/12: Segunda-feira

“Teus pecados estão perdoados” – Lc 5,17-26
Jesus paralitico 2Num desses dias, ele estava ensinando na presença de fariseus e mestres da Lei, que tinham vindo de todos os povoados da Galileia, da Judeia e de Jerusalém. O poder do Senhor estava nele para fazer curas. Vieram alguns homens carregando um paralítico sobre uma maca. Eles tentavam introduzi-lo e colocá-lo diante dele. Como não encontrassem um modo de introduzi-lo , por causa da multidão, subiram ao telhado e, pelas telhas, desceram o paralítico, com a maca, no meio, diante de Jesus. Vendo a fé que tinham, ele disse: “Homem, teus pecados são perdoados”. Os escribas e os fariseus começaram a pensar: “Quem é este que fala blasfêmia? Quem pode perdoar pecados, a não ser Deus?” Jesus, penetrando-lhes os pensamentos, perguntou: “Que estais pensando no vosso íntimo? Que é mais fácil, dizer: ‘Teus pecados são perdoados’, ou: ‘Levanta-te e anda?’ Ora, para que saibais que o Filho do Homem tem poder de perdoar pecados na terra, – e dirigiu-se ao paralítico – eu te digo: levanta-te, pega tua maca e vai para casa”. No mesmo instante, levantando-se diante de todos, pegou a maca e foi para casa, glorificando a Deus. Todos ficaram admirados e glorificavam Deus, cheios de temor, dizendo: “Vimos hoje coisas maravilhosas”.

  • PARA REFLETIR: Hoje vamos nos sentir como este paralítico. Jesus está a nos dizer agora para levantarmos, tomarmos nossa maca e seguir em frente. Mais importante que ter nossos pecados perdoados é a nossa determinação em seguir em frente, no caminho de nossa santificação.

chico-xavier-2Trate com afabilidade a todos. O vizinho que senta a seu lado na condução não é seu inimigo, nem seu concorrente. Trata-se, sempre, de seu irmão, a quem você precisa acolher com simpatia. Não procure brigar com ele, para conquistar maior conforto: dê você mais conforto a ele. Mesmo insensivelmente, você receberá de volta as vibrações de gratidão de seu coração.

(Pastorino – livro: Minutos de Sabedoria)

Evangelho

06/12: Domingo

“Preparai o caminho do Senhor” – Lc 3,1-6

João-Batista-e-JesusNo décimo quinto ano do império de Tibério César, quando Pôncio Pilatos era governador da Judeia, Herodes tetrarca da Galileia, seu irmão Filipe, tetrarca da Itureia e da Traconítide, e Lisânias, tetraraca de Abilene, enquanto Anás e Caifás eram sumos sacerdotes, a Palavra de Deus foi dirigida a João, o filho de Zacarias, no deserto. Ele percorreu toda a região do Jordão, pregando um batismo de conversão para o perdão dos pecados, como está escrito no livro dos oráculos do profeta Isaías: “Voz de quem clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as veredas para ele. Todo vale será aterrado; toda montanha e colina serão rebaixadas; as passagens tortuosas serão endireitadas, e os caminhos esburacados, aplanados. E todos verão a salvação que vem de Deus”.

  • PARA REFLETIR: João Batista, que era primo de Jesus, clamou no deserto, com toda dificuldade e incompreensões. Por que também não mudamos nossa postura e clamemos nos dias de hoje? Não é vergonhoso não!

…………………………………

Continuar lendo

Evangelho

03/12: Quinta-feira

“A casa construída sobre a rocha” – Mt 7,21.24-27

Casa rochaNem todo aquele que me diz: “Senhor! Senhor!”, entrará no Reino dos Céus, mas só aquele que põe em prática a vontade de meu Pai que está nos céus. Portanto, quem ouve estas minhas palavras e as põe em prática é como um homem sensato, que construiu sua casa sobre a rocha. Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos deram contra a casa, mas a casa não desabou, porque estava construída sobre a rocha. Por outro lado, quem ouve estas minhas palavras e não as põe em prática é como um homem sem juízo, que construiu sua casa sobre a areia. Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos sopraram e deram contra a casa, e ela desabou, e grande foi a sua ruína!

  • PARA REFLETIR: E sua casa, em qual terreno a tenha construído?

………………………………………………………………………………………………………………………………..

02/12: Quarta-feira

“Jesus alimenta a multidão” – Mt 15,29-37

Jesus alimentandoPartindo dali, Jesus foi para as margens do mar da Galileia, subiu a montanha e sentou-se. Grandes multidões iam até ele, levando consigo coxos, aleijados, cegos, mudos, e muitos outros doentes. Eles os trouxeram aos pés de Jesus, e ele os curou. A multidão ficou admirada, quando viu mudos falando, aleijados sendo curados, coxos andando e cegos enxergando. E glorificaram o Deus de Israel. Jesus chamou seus discípulos e disse: “Sinto compaixão dessa multidão. Já faz três dias que estão comigo, e não têm nada para comer. Não quero mandá-los embora sem comer, para que não desfaleçam pelo caminho”. Os discípulos disseram: “De onde vamos conseguir, num lugar deserto, tantos pães que possamos saciar tão grande multidão?” Jesus perguntou: “Quantos pães tendes?” Eles responderam: “Sete, e alguns peixinhos”. Jesus mandou que a multidão se sentasse no chão. Depois tomou os sete pães e os peixes, deu graças, partiu-os e os deu aos discípulos, e os discípulos os distribuíram às multidões. Todos comeram e ficaram saciados; e encheram sete cestos com os pedaços que sobraram.

  • PARA REFLETIR: Já parou para pensar que Deus é todo misericórdia? Consegue sentir isso em sua vida?

Palavra de Vida – Dezembro/2016

“Ele vem para vos salvar!” (Is 35,4)
discipulos-pesacano

O verbo está no presente: Ele vem. É uma certeza de agora. Não precisamos esperar o amanhã, ou o final dos tempos, ou a outra vida. Deus age de imediato: o amor não consente adiamentos ou atrasos. O profeta Isaías dirigia-se a um povo que esperava ansiosamente o término do exílio e a volta à pátria. Nesses dias em que esperamos o Natal não podemos deixar de lembrar que também Maria ouviu uma promessa de salvação, parecida com essa: “O Senhor está contigo” (Lc 1,28). O anjo lhe anunciava o nascimento do Salvador.

Continuar lendo